Tatiana Sorrentino, investigadora do grupo CCPM, finaliza doutoramento

2019-06-28_Tatiana_Sorrentino-1024x683
Tema da Tese:
Modelo Semântico Adaptativo para Acessibilidade à Web por Deficientes Invisuais
Autor (a) : Tatiana Amaral Sorrentino
Programa Doutoral : Programa Doutoral em Informática
Orientador (a): Alexandre Júlio Teixeira Santos e Joaquim Melo Henriques Macedo
Data de Defesa: 
28/06/2019

Resumo:
Atualmente, considera-se a web como importante recurso para o trabalho, entretenimento, serviços e comunicação. É fato que este recurso se tornou indispensável nos dias de hoje. Embora o avanço dos últimos anos tenha possibilitado a maior popularização da web, nem todos os usuários em potencial possuem facilidade na utilização dos sites disponibilizados. Neste grupo encontram-se os deficientes visuais. As pessoas com deficiência visual ainda enfrentam muitas dificuldades no uso dos serviços disponíveis na web. Neste contexto, este trabalho propõe um modelo semântico para prover acessibilidade em sites para pessoas com deficiência visual. O modelo propõe realizar a adaptação de sites na web para melhorar a compreensão do conteúdo disponibilizado nas páginas web para as pessoas deficientes visuais. Recomendações para a acessibilidade, conceitos de web semântica e de adaptação de sites são pontos principais deste modelo. A arquitetura do modelo consiste em uma ontologia, chamada VoidKB e três componentes, nomeadamente, componente Extractor, componente Organizer e componente Adapter. Cada componente é formado por vários módulos que fazem o processamento da página para priorizar elementos relevantes e adicionar informações para que o conteúdo da página se torne mais compreensível para usuários com deficiência visual. Uma estratégia de enriquecimento semântico é usada nos elementos disponibilizados na página para melhorar sua compreensão. O resultado é uma página adaptada de acordo com as necessidades dos usuários. A partir do modelo proposto, foi elaborado um protótipo, que foi desenvolvido e utilizado na implementação experimental da arquitetura do modelo, permitindo a utilização do modelo junto a pessoas deficientes visuais, possibilitando a avaliação da acessibilidade e usabilidade dos sites resultantes do processo de adaptação. Os resultados demonstraram a relevância e a viabilidade da arquitetura proposta no sentido de melhorar a compreensão de pessoas deficientes visuais na web e constitui um avanço na busca por mais acessibilidade e, consequentemente, por inclusão digital.

Share this on: