Mangualde falou dos Desafios ao Futuro do Emprego na Indústria Automóvel


O Município de Mangualde recebeu na passada sexta-feira, dia 9 de novembro, a conferência “Os Desafios ao Futuro do Emprego na Indústria Automóvel”. A sessão decorreu no auditório da Biblioteca Municipal Dr. Alexandre Alves e contou com a presença do Secretário de Estado da Economia, João Correia Neves, na sessão de encerramento. Esta conferência enquadrou-se na programação da Semana Europeia da Formação Profissional.

Após a sessão de abertura conduzida por João Azevedo, Presidente do Município de Mangualde, seguiram-se vários painéis de debate. O primeiro painel falou de “Trabalho e emprego: Estratégia Europeia” e contou com as intervenções de Sofia Alves, em representação da Comissão Europeia em Portugal e Henrique Burnay, Eupportunity e Projeto DRIVES (ERASMUS+). Seguiu-se um painel sobre “Veículos, plataformas do futuro e adaptação do emprego”, que contou com Adolfo Silva, da AFIA, como moderador e com os oradores: Joana Mendonça, IST/CEiiA; e José Machado, Universidade do Minho.

“Mobilidade sustentável” foi a temática do painel seguinte, que teve como moderadora Utimia Madaleno, Eupportunity, e como oradores: Daniela Carvalho, Transportes Inovação e Sistemas (TIS) e Carlos Pereira, Instituto Politécnico de Viseu. O último painel falou de “Desafios à formação: novas tecnologias e aptidões adequadas… formar as qualificações do futuro…” e teve como moderadora Isabel Soares Carneiro, IDESCOM e como oradores: José Miguel Sousa, EDUFOR, e João Girão, AIMMAP.

O MUNICÍPIO DE MANGUALDE E A ‘European Vocational Skills Week 2018’

O Município de Mangualde, que acolhe a sede da fábrica do Grupo PSA Peugeot-Citroen (com centenas de trabalhadores) e outras empresas importantes da cadeia de valor da indústria automóvel, participa, de forma ativa, na construção de soluções para o futuro do setor. É, além disso, parceiro associado do consórcio “DRIVES – Development and Research on Innovative Vocational Education Skills”, que, durante 2018 e 2022, reúne 24 parceiros de 11 países europeus para pensar estratégias e políticas europeias de requalificação do setor.

Neste sentido, o Município de Mangualde reuniu, nesta conferência, alguns dos melhores especialistas nacionais no domínio da mobilidade que, durante uma tarde, analisaram e discutiram as melhores estratégias para assegurar que os trabalhadores nacionais estarão preparados para os desafios da digitalização, automatização e fontes de energia alternativas.

SETOR AUTOMÓVEL REPRESENTA, EM PORTUGAL, 5% DO PIB, CERCA DE 230 EMPRESAS E 51 MIL EMPREGOS

A conferência “Os Desafios ao Futuro do Emprego na Indústria Automóvel” inseriu-se na Semana Europeia da Formação Profissional (European Vocational Skills Week), que integra a estratégia de pensar e antecipar os desafios do setor. O setor automóvel representa, na União Europeia, 7% do PIB europeu e 12 milhões de empregos. Já em Portugal, engloba 5% do PIB, cerca de 230 empresas e 51 mil empregos.

Na mais recente análise socioeconómica de Portugal feita em Bruxelas, foram apontadas algumas das principais lacunas do país no domínio das qualificações profissionais: “em 2016, apenas 56% dos portugueses tinham competências médias-altas, quando a média europeia se cifrava nos 82%”, sendo o problema “mais grave na faixa acima dos 40, (40% contra 80% da média da UE)”.  Por estas razões, torna-se essencial debater o futuro do setor e dos seus profissionais no contexto socioprofissional português.

Em http://www.cmmangualde.pt/mangualde-falou-dos-desafios-ao-futuro-do-emprego-na-industria-automovel/

 

Share this on: