Gigante asiática vai usar tecnologia da UMinho nos seus produtos

A tecnologia Bridging Book, da Universidade do Minho, vai ser explorada por uma das maiores gráficas do mundo, a asiática Hung Hing Printing. O acordo entre as partes foi recentemente assinado em Hong Kong. A tecnologia desenvolvida pelo laboratório engageLab da UMinho permite combinar livros em papel com dispositivos móveis, aproximando a fronteira entre o que é um livro impresso e um livro eletrónico. Folheando as páginas do livro físico permite, de forma sincronizada, visualizar e interagir com conteúdos multimédia no ecrã do tablet ou smartphone, não sendo necessário pilhas ou cabos para ligação.

434917636_1280

A Hung Hing Printing é uma das maiores e mais respeitadas gráficas na Ásia. Trabalha com muitos dos principais editores de livros para crianças de todo o mundo, produzindo alguns dos títulos mais vendidos e desenvolvendo soluções de design complexo e inovador. Este acordo de licença permite ao Hung Hing trabalhar de perto com editores no lançamento de livros infantis que funcionam conjuntamente com dispositivos móveis. O engageLab é um laboratório na interseção da arte e tecnologia fundado por investigadores do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) e do Centro Algoritmi, ambos da UMinho. Interseta diferentes linguagens e cientistas de diversos campos, que contribuem para imaginar, investigar, desenhar e implementar a próxima geração de interfaces que combinam os aspetos funcionais e estéticos da experiência, adaptados a múltiplos contextos e inspiradores de novas aplicações. As investigações do engageLab têm sido premiadas a nível nacional e internacional. O grupo Hung Hing Printing nasceu em 1950 por Yam Cheong Hung e é opera nas áreas de impressão de livros e embalagem, embalagens de produtos de consumo, produção de produtos cartonados e comércio de papel. Tem sede em Hong Kong e quatro fábricas na China (Shenzhen, Zhongshan, Heshan, Wuxi). Reúne tecnologias e inovações para criar soluções sustentáveis e presta serviços a várias multinacionais dos EUA, da Europa e ao mercado doméstico da China. O grupo possui mais de 10.000 trabalhadores e está na Bolsa de Hong Kong desde 1992.

 

Share this on: