Escola Interdisciplinar discute o futuro da Inteligência Artificial em Vila Nova de Cerveira

Poster_ISSAI_96dpi_A3Iniciou hoje, 5 de junho, no Fórum Cultural de V. N. de Cerveira, a 1ª Escola Interdisciplinar em Inteligência Artificial, que reúne um conjunto de académicos de renome oriundos da Alemanha, da Irlanda, da Bélgica, de Espanha e de Portugal. Durante três dias, os participantes, oriundos em grande maioria de Portugal e Espanha, mas também de outros países europeus, terão oportunidade de assistir a aulas lecionadas por especialistas em diversas vertentes da Inteligência Artificial (IA) e de outras disciplinas relacionadas, como a Medicina e a História da Ciência. O programa conta também com painéis de discussão que abordarão temas considerados polémicos, como “A IA e o Futuro do Trabalho”, “Outras formas de Inteligência” e “a IA ao nível da Inteligência Humana”.

A cerimónia de abertura da Escola realizou-se hoje às 9h, contando com a participação do Coordenador Artístico da Bienal de Cerveira, Dr. Cabral Pinto, e do Presidente da Associação Portuguesa de IA, Professor Paulo Novais, coordenador do Grupo de I&D  CST (Computer Science and Technology), do Centro ALGORITMI da Universidade do Minho.

O programa inclui uma visita guiada às obras em exposição no Fórum, promovendo um diálogo interdisciplinar entre a IA e as Artes. Esta visita, que decorrerá a partir das 19h do dia 6, contará com a participação do Dr. Fernando Nogueira, Presidente da Câmara Municipal de V. N. de Cerveira e do Conselho Diretivo da Fundação Bienal de Cerveira, bem como da Presidente da Associação Espanhola de IA, Profª. Amparo Alonso, da Universidade da Corunha.

Outro dos pontos altos do programa, no dia 7, será a palestra convidada realizada pelo Prof. Helder Coelho, da Universidade de Lisboa, um dos fundadores da IA em Portugal e Sócio Emérito da Associação Europeia de IA, que refletirá sobre novas formas de inteligência e as incertezas que elas levantam quanto ao futuro.

O evento é uma organização conjunta das Associações Portuguesa e Espanhola de Inteligência Artificial (APPIA e AEPIA) e conta com o apoio da Fundação Bienal de Cerveira.

Share this on: